domingo, 17 de julho de 2011

Poema - Sociedade


Mãos amarradas por correntes a sorrir
Faces mascaradas sem palavras a gritar
Sorrisos embutidos em um rosto a fingir
Olhos destampados cheios d'água a chorar.

Ciclos de costumes divididos por gigantes
Geração a geração moldada para obedecer
Descartável marionete em um mundo de grandes
Inocente produto destinado a perecer.

Vida falseada por um mundo de ilusão
Inútil sociedade de aparência e fingimento
Mundo convencionado de coletivos em solidão
Matérias a voarem carregadas pelo vento.

Priscila Hirotsu.
07/2011#

Um comentário:

  1. Dawn,Jang,Nawaiwaqt,Express Jobs ads in Pakistan with all paper admission,careers and Classified Ads. www.allpkjobz.blogspot.com provides all Ads for University,college,business and jobs in Pakistan as daily from dawn news paper and Jang newspaper

    ResponderExcluir