quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Poema - Combustão




Me aquece com a tua boca
Me faz qualquer coisa
Afasta de mim esse frio
Sobe e me esquenta com o teu corpo
Me queima com brasas em fogo
Ardentes beijos que me provocam arrepios.

Esta noite quero arder nas labaredas
Queimar alma, corpo e silueta
Arder nas chamas da paixão
Suar de calor entre braços e pernas
Apagar este fogo com libidos e espermas
Reacendendo este fogo com o poder da combustão.

Priscila Hirotsu.
10/2011#

Nenhum comentário:

Postar um comentário