quarta-feira, 25 de abril de 2012

Gêneros Literarios

 01.  GÊNEROS E TRAÇOS ESTILÍSTICOS

a) OBSERVAÇÕES GERAIS

·         Três tipos de obras poéticas:
1)      O poeta desaparece deixando de falar, em vez dele outro personagem.
2)      Simples relato do poeta.
3)      Junção do primeiro tipo com o segundo tipo.


      b) SIGNIFICADO SUBSTANTIVO DOS GÊNEROS
Substantivo = Estrutura
·         Lírica: eu lírico/todo poema de extensão menor. Exemplos: poemas, contos ode, hino, elegia.
·         Épica: narrado onisciente (discurso indireto livre) /poema ou não de extensão maior. Exemplo: epopéia, romance, novela, conto.
·         Dramática: diálogos em geral/narrador observador. Exemplos: tragédia, farsa, comédia.
     
c) SIGNIFICADO ADJETIVO DOS GÊNEROS
OBS: ‘Não existe pureza de gêneros mo sentido absoluto.


OS GÊNEROS ÉPICOS E LÍRICOS E SEUS TRAÇOS ESTILÍSTICOS FUNDAMENTAIS

a) OBSERVAÇÕES GERAIS
·         Os gêneros épicos, líricos e dramáticos dependem da visão de mundo dos autores da obra, do estilismo geral da época, classismo, correntes históricas.
    
      b) O GÊNERO LIRICO E SEUS TRAÇOS ESTILÍSTICOS FUNDAMENTAIS
·         Subjetividade
·         Narrador Onisciente
·         Ritmidade e musicalidade
·         Distensão de tempo e espaço
c) O GÊNERO ÉPICO E SEUS TRAÇOS ESTILÍSTICOS FUNDAMENTAIS

·         Objetividade
·         Narrador onisciente
·         Personagens
·         Voz no pretérito


      03. O GÊNERO DRAMÁTICO E SEUS TRAÇOS ESTILÍSTICOS FUNDAMENTAIS
     
       a) OBSERVAÇÕES GERAIS
·         sujeito-objeto
·         Não oposição entre o sujeito-objeto, mas há uma valorização maior do objeto fazendo com que as vezes o sujeito desapareça

b) A CONCEPÇÃO DE HEGEL

·         O gênero dramático é aquele que reúne em si a objetividade da epopéia com o principio subjetivo da lírica.

c) DIVERGÊNCIAS DA CONCEPÇÃO AQUI EXPOSTA

·         A dramática não pode ser explicada como síntese da lírica e da épica
·         A ação apresentada por personagens que atuam diante de nós é um fato novo que não pode ser reduzido a outros gêneros.

d) TRAÇOS ESTILÍSTICOS FUNDAMENTAIS DA OBRA DRAMÁTICA PURA

·         Ausência de narrador
·         Tempo linear e sucessivo
·         A ação dramática se passa

e)      A CORRESPONDÊNCIA DE GOETHE E SCHILLER

·         Sobre o gênero drama (Goethe e Schiller):
1)      “O que sobre tudo salienta a exigência de um avançar ininterrupto” Goethe
2)       “Vive sobre a categoria da casualidade”. (Schiller).


f)       AS UNIDADES

·         Todavia, em que prevalece na seleção dramática é a necessidade de criar um mecanismo que, uma vez posto em movimento, dispensar qualquer interferência de um mediador, explicando-se a partir de si mesmo.
·         “Todas as partes são determinados pela idéia do todo, em quanto este ao mesmo tempo é constituído pela interação dinâmica das partes”. Aristóteles
·         Nesse sistema fechado tudo motiva tudo, o todo as partes, as partes o todo.


g)      O DIÁLOGO

·         Relacionamento e exposição de maneira compreensível , uma ação complexa e profunda, é o diálogo.
·        Pronome prevalece será o tu (vós etc).


h)      TEXTO DRAMÁTICO E TEATRO
·         É o palco que o atualiza e o concretiza, assumindo de certa formar através dos atores e cenários, as funções que na época era do narrado. (o narrador assume a forma de um palco)
·         O paradoxo da literatura dramática é eu ela não se contenta em ser literatura, já que virgula sendo incompleta, exige a complementação cênica.


i)        TEATRO E PÚBLICO

·                     O teatro, como representação, naturalmente dependem em escala ainda maior de um público presente e nesse fato reside uma das suas vantagens e força.

________________________________________________________________
         O texto a cima é um fichamento de um capítulo do livro "Gêneros Literários", achei interessantíssimo e quis compartilhar com todos, não tendo nenhum fim de plágio ou divulgação, infelizmente não tenho o nome do autor (juntamente com a bibliografia), podendo ser postada posteriormente.

Um comentário:

  1. Oi Priscila! O texto que você fichou está no livro "Teatro Épico" de Anatol Rosenfeld. Se quiser trocar idéias sobre essas coisas, dê uma olhada no meu blog Teatrofagia sitiado no jornal Gazeta do Povo.

    Saudações
    Cilene Tanaka

    ResponderExcluir